terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Me vi

Talvez as coisas estejam incompletas para mim e eu esteja tendo momentos bem esquizofrênicos. É como olhar para um mundo irreal em todos os instantes e de repente um choque: estou de frente comigo mesma, então, não há mais para onde ir. Todas as pessoas sumiram, os lugares nunca existiram e quem de fato se suicidara, vivia no brilho da lágrima presa em um dos olhos que escondia a verdade. Eu também não existia. E vou embora, esquecendo quem eu era. Momentos incompletos tenho agora, sinto que pode ter havido algum outro desses choques de que me ouvi dizer.

5 comentários:

mfc disse...

Gostava de te sentir de uma outra forma. Gostava de ver um sorriso que te assenta bem.
Sei que amanhã ele voltará e tudo será bem diferente.
Um beijinho muito grande.

disse...

Esse teu texto me lembrou de um livro do Marcelo Rubens Paiva, Blecaute. Surreal.

Carol Bonando disse...

Nossa Blecaute foi sinistro! kkk Valeu meninas, logo posto mais! =) e Já visitei ambas!!!

poeta paramnésico disse...

Agora também me vi...
bjos
massa seu texto!

poeta paramnésico disse...

Agora também me vi...
bjos
massa seu texto!