sexta-feira, 6 de julho de 2007

Sétima...


Sei que nunca tiva muita mania de coleção. E meus pais também nunca tiveram. Mas houve épocas em que colecionar pedras era minha alegria. Não sei porque isso acontecia, mas era tão bom tocar naquelas pedras perdidas no chão, na terra, escondidas no mato, tão geladas, tão solitárias... e quando iam para casa, eu apresentava umas as outras. Eram divididas em grupos, como famílias, mas por cores. Também algumas eram divididas por tamanho. Me lembro de uma que parecia uma tartaruga, essa talvez eu ainda tenha em algum lugar, em alguma caixa.


Engraçado como algumas coisas voltam para minha mente. Lembrei de todas as pedras que eu quase dormia abraçada, por causa de um blog que li agora pouco, dizendo sobre trecos que a gente gosta. Minha mãe e a mulher que ajudava a limpar a casa, ficavam malucas comigo. Porque além de eu ter muitas pedras, e aquilo juntar poeira e eu ser alérgica a poeira, tipo muuuuita alergia.... eu era rebelde e não gostava que ninguém entrasse no meu quarto ainda mais se fosse para limpar. Tiravam tudo do lugar e depois colocavam arrumadinho, de um jeito que eu não achava mais nada. E a briga começava, pela defesa de minahs pedras!


Aí, alguns anos mais - adolescente já, o cemitério de pedras foi se instalando no quintal, fui deixando elas serem enterradas com a ajuda da chuva. Pedras lindas, não eram qualquer coisa, tinha pedras incríveis... descobri que cada pedra podia ter um significado e que cada uma era de um signo diferente. Ahhh aí a história mudou. Passei a ler sobre pedras.


Hoje, quase coleciono livros, gosto tanto de comprar. Mesmo que depois eu fique sem um centavo no bolso por um mês... eu compro, compro e compro. Mas depois eu dou um a alguém, empresto aos mais chegados, e você? Tá lendo algum? Qual? Indica aí pra mim vai...

Abraços

13 comentários:

Carol Bonando disse...

Estou lendo GRETA - Ditado pela espírito Leonel. E ainda não terminei, incrivelmente o Vida e Sexo do Xavier, sei lá... acho que desacostumei a ler aquele tipo de livro. GRETA é mais tranquilo, eu estava lendo coisas bastante pesadas e resolvi dar um tempo pra cabeça, relaxar ... Hoje, já comprei o próximo a ser lido!!! Mas depois eu conto.
Hehehe, espero que você indique o seu livro para mim...trocar figurinhas culturais é coisa boa!

Claudio Nascimento disse...

Gostei do novo visual dark do blog... minha última leitura (que eu terminei semana passada) foi "Paul McCartney - todos os segredos da carreira solo", do jornalista Claudio D. Dirani... eu recomendo.

Bjs

inominável disse...

troca figurinhas comigo... obrigada pelo teu simpático comentário... volta quando quiseres ou precisares de uma pausa na leitura...

inominável disse...

que tal "O Leopardo" do italiano Lampedusa???

s.o.s.06 disse...

oi amor ate que enfim consegui entrar aqui , sei que nao é o lugar mais indicado pra escrever isso mas to com saudades , como sempre escreve muito bem complicado as vezes complicado pra mim ,,,,,quando vai voltar ??????

TE AMO BJSSSSSSSSSSSS

s.o.s.06 disse...

ha outra coisa adorei esta foto

+ bjsssssssssss

Claudia Sousa Dias disse...

Oi Carol!

Já vim aqui na 6ª feira, mas não deixei comentário!

Estou a ler, de momento, "Criação" de Gore Vidal. Ainda vou a meio.

Gosto de pedras, também mas as minhas preferidas são a Turquesa e a água-marinha.

Há outras também de que gosto: ágata azul, ágata de fogo, ónix, olho de tigre (que é especialmente interessante porque muda de cor consoante a luz. E claro, a pedra da lua, pela transparência e pelos reflexos opalinos...

Não coleciono pedras, mas antes adereços com pedras.

Sou também louca por pássaros e gatos.

Falando em pássaros, ontem ,quando fui declamar a Braga, encontrei na berma da estrada uma cria de falcão-peneireiro, que tinha caído do ninho. Levei-o para casa.

Adora estar na nossa mão, quer subir para o ombro e detesta a gaiola.
Espero que nós o consigamos alimentar correctamente para que ele consiga sobreviver. Quando está pousado na mão, olha atentamente para todo o lado a medir o território e ronrona como um gatinho...

CSD

Rafael Velasquez disse...

livros é melhor que pedra.
Vou te dizer uns leigais.

Aline do Carroll.
Dom Casmuro do Machado de Assis.
Memórias de uma sargento de milícias do Manuel Antônio de Almeida.

isabel victor disse...

Gostei tanto da tua visita ...

Grata.

Vou passando

BloAbraço

isabel victor disse...

A reler ... " Um amor feliz " de David Mourão Ferrreira

A ler vários ao mesmo tempo (sempre, vários ), exemplo " O últumo negreiro de Miguel Real ", Clepsydra de Camilo Pessanha, etc etc etc e muitos outros profissionais / estudos /ensaios - sobre memórias, identidades, patrimónios não tangíveis e outros ...

Ler ao ritmo da vida ... do prazer, da curiosidade, da necessidade. ler de vontade ...

Helder Hortta disse...

Estou lendo "crime e Castigo", de Dostoiévski, e parece que a cada pagina levo um soco na cara. Como ele consegui dizer tanta verdade humana, tanta coisa absurda que o homem faz com tanto cinismo. É um Livro de Mestre.


Humm, gostei muito desse teu texto. também ja colecionei pedras, mas foi coisa rápida. E agora, como você, eu coleciono livros... Não me canso de os ter... Tô baixando uns pela internet, e aja tinta na impressora rsrs.

eu voltarei

M disse...

Olá, Carol! Adorei a visita. Passei por aqui para conhecer. E gostei do que vi. Estive recentemente no Brasil e tive oportunidade de assitir a Cinema, Aspirinas e Urubus, que mencionas na tua listinha. Muito interessante, o filme. Inteligente, divertido, crítico e muito bem interpretado.
Quanto ao que ando a ler neste momento, ainda o Brasil: A Décima Segunda Noite, uma variação divertidíssima de Luis Fernando Veríssimo sobre Shakespeare, incluído numa colecção muito criativa, Colecção Devorando Shakespeare.
Vai aparecendo lá pelo meu sítio, que eu apareço por cá.
bjs

Vinícius disse...

PONTO DE MUTAÇÃO, de Fritjof Kapra. Para quem busca motivos e argumentos concretos que possam mudar a forma como se enxerga o mundo, o homem e o universo.