sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Aguarrás

A tinta branca foi alisada pela broxa. A broxa sentiu seu cheiro fresco e viu pingar na cama, no chão do quarto, na toalha do banheiro e até mesmo nas mãos do pintor.Instigada pela lisura macia da broxa, a tinta era pressionada contra a parede pensando em querer mais. O mais nunca vinha, a broxa alisava a tinta e acabava por aí. O que a tinta queria?
Escorregar pelo corrimão do corredor, ser deitada epiléptica no chão, arranhada de cada cerda. Cerda esta com aparência limpa. Limpeza que altera o tom das outras cores. Altera o tom da broxa, sempre broxa no meio do branco puro, transparecendo paz, porém broxa. E esta calmaria perfumada de aguarrás sendo assim ainda mais bruta! A tinta sendo branca querendo não ser o branco do olho sem mácula e sim, a palidez de coma alcoólico.
A água rasteja pelo branco, que resvala pelo ralo, que rala sorrateira o joelho manchado vermelho na tinta. A brancura não veio manchada pela aguarrás. Vieram duas de veias abertas jorrando: caminhando como éguas e de palavras relinchadas. Uma de tinta branca ejaculada na crina e a outra na anca. E ouviram, vir da janela, uma voz que bossa nova cantarolava, enxergando em azul:

Deita a aguarrás
Que a tinta à lágrima não se mistura
Mas em esperma e guache, a tinta pura
E escorrida a tinta, nunca em paz...
Nunca em paz, nunca em paz!
A tinta adormecida e nunca em paz
Escorrida gozo prata
Neste lençol se desfaz...

Por Carol Bonando e Fernando Barreto

19 comentários:

ZANATÓRIO disse...

sem comentários...paralisada!!!

Chelly disse...

O texto é tão... tão... completo... mágico... reflexivo...
Limparia muitos acontecimentos da minha vida com aguarrás, assim, as cores intensas, que um dia me fizeram odiar cada segundo daquele acontecimento, não me fariam ver com tanto detalhamento o que não queria nem imaginar que pudesse acontecer...

PARABÉNS... precisamos de mentes pensantes e coesas como a de vocês... Bjuuuus!!

Milena Loureiro disse...

e haja aguárras para Limpar acontecimentos..
alguns não sairiam, porque a tinta já secou e dificiLmente se removerá.. minha flor!

beijos!!

Carol Bonando disse...

As três primeiras mulheres, leitores deste blog pouco divulgado, kkk, obrigada por visitarem minha casa voltem sempre...
quero que saibam que a aguarrás quando usada para apagar fatos da vida, acaba fedendo tanto quanto p*.
O melhor da vida é lembrar de tudo o que aconteceu e tirar sempre uma lição para a vida, mas dentro deste MELHOR, tem 1.1 (ahhh monografia, kkk) que é: o melhor da vida é continuar realizando fatos...!!!
kkkk beijos

mago dos desenhos disse...

Simplesmente o Máximo!!! São Multiplas adversividades suas Palavras, porém bem criativo e Sagaz!! Sou Facinado pelos seus Relatos

Fer Dobasi disse...

Saude de tu Vampirinha.. Se cuida e fica em paz.. Esteja ondo eestiver...

liverj disse...

po carol alem de ser uma menina maneira é poeta? parabens pelo blog!!! é meio complexo pro meu cerebro de ameba mas gostei.

Carolina é uma menina bem difícil de esquecer
Andar bonito e um brilho no olhar
Tem um jeito adolescente que me faz enlouquecer
E um molejo que não vou te enganar
Maravilha feminina, meu docinho de pavê
Inteligente, ela é muito sensual
Te confesso que estou apaixonado por você

Ô Carolina isso é muito natural
Ô Carolina eu preciso de você
Ô Carolina eu não vou suportar não te ver
Carolina eu preciso te falar
Ô Carolina eu vou amar você
Carol, Carol, Carol, ...=P

Thiago disse...

po cara!! tu e sinistra!! Parabens!!

Claudio Nascimento disse...

Putz... vc tá ficando complexa demais pra mim, hehehe

Rafael disse...

Sou suspeito para fazer esse comentário, mas tudo bem. O texto é lindo. É muita qualidade.

Rafael Martí disse...

o Texto gritos na gaveta é mto bom. Esse é bom também, mas não chega aos pés do outro...
Parabéns, vc é uma excelente escritora.
bjokas

Nilson Barcelli disse...

Cara amiga, eu já comentei este seu post...
Mas a verdade é que não aparece aqui. Provavelmente cometi algum erro.
Adorei este seu texto. Não sei se o estilo literário é o surrealista, em qualquer caso é desconcertante e muito imaginativo.
Parabéns pela sua criatividade.
Beijinhos.

cristina disse...

o q dizer de duas pessoas q eu amo? q são inteligentes, sensiveis e claro, parentes meus....bjs amo vcs!!!!!!!

André Lobão disse...

Quando sai o livro? Parabéns, você é uma jóia que vai brilhar muito.

Jonhy disse...

Olha, Carol...
Transformar o que é etéreo, o que é intocável, em palavras, é um dom lindo e raro !
Vc se rasgou nisso que escreveu !
Impressionante de como vc transforma com ímpeto mágico seus sentimentos em linhas, em letras !
Parabens !
Amei !
Bejo

Ângelo disse...

Esse seu dom da escrita é sensacional. Sou fascinado pelos seus textos. Fascinado por você!

Bejim e se cuida.

São disse...

Gostei, sim
Bom fim de semana.

Menina do Rio disse...

Carol, adorei que viesses me vier!
E já que és uma paulistana no Rio, junte-se a mim; nasci o interior de São Paulo onde vivi até os 18 anos.
Não sou motoqueira, mas adoro motos. Só que não piloto uma tem anos, por conta de um acidente com vítima que me traumatizou.
Obrigada pelas palavras! Eu tenho o espírito jovem, apesar da idade avançada. Procuro viver como me sinto e não em função dos anos que já passaram. Isso é bom pq estou sempre aprendendo com os mais novos que são mais expansivos.

Venha me ver quando quiser. O meu blog principal é voltado pra poemas e poesias, onde escrevo coisas que sinto. Sinta-se em casa, assim como gostaria de me sentir aqui sempre!

Um beijinho e bom final de semana

O LendariOo disse...

Complexidade define o seu modo de escrita...palavra da qual eu adoro.
Amo essas coisas com bastantes ???
na cabeça...o mistério me fascina
e a verdade me excita !

Like this word !

hehhehee......

Mentes are mentes....Incridible mente é como deve ser denominada a sua.... u are 10 !